Melhor Trilha Sonora PRÊMIO TIBICUERA 2015: Yanto Laitano (Orquestra de Brinquedos)

Foto: Adriana Marchiori

Tô bem feliz e faceiro por ter levado o PRÊMIO TIBICUERA 2015 de Melhor Trilha Sonora pelo espetáculo Orquestra de Brinquedos! Nada melhor para um espetáculo musical do que ganhar esse prêmio.

Pode parecer lugar comum, mas não tenho como não escrever isto: O melhor prêmio é contar com o carinho do nosso público querido que lota os lugares por onde passamos e que nos possibilita ter agenda cheia e bastaaante trabalho.

Meu muitíssimo obrigado para toda nossa turma!

* Elenco: Beto Chedid, Fábio Musklinho, Filipe Narcizo e Marina Mendo
* Elenco de Apoio: Amilton Ritzel, Bruna Baliari, Luiza Girardello e Matheus Herrmann
* Iluminação: Marga Ferreira
* Operação de Som: Marcelo Bullum e Thomas Dreher
* Figurino: Daniel Lion
* Cenário: Luciana Delacroix
* Produção: Marilourdes Franarin
* Assistente de Produção: Isadora Fagundes

‪#‎OrquestraDeBrinquedos‬ ‪#‎Tibicuera2015‬ ‪#‎YantoLaitano‬

Ela Gosta de Garotas

4_1200px“Ela Gosta de Garotas” foi feita de um jeito totalmente diferente de tudo que eu já tinha feito. Gravei os instrumentos, recortei tudo e construí a música como uma colagem. Depois acrescentei sons “surrupiados” de video-games, da internet e de engenhocas como o “Speak & Spell“, brinquedo dos anos 70 que fala textos com voz de robô.

Além de sintetizadores e samplers também gravei o baixo, coisa que nunca tinha feito.  E, pra completar essa mistura toda, gravei theremin, aquele instrumento maluco com uma antena que se toca fazendo gestos no ar.

Esse lance de gravar assim, usando recortes, colagens e uma mistura mucho loca a lá Frank Zappa e Beck, era algo que eu queria fazer há muito tempo. E curti tanto fazer isso que já estou pensando em fazer coisas novas nessa mesma onda.

Ouça “Ela Gosta de Garotas” no youtube!

Quem gravou batera foi o Fábio “Musklinho” Bockorny (Ex-Bandalheira e TNT) e as guitarras ficaram a cargo do Beto Chedid. Os dois tocam no meu projeto Orquestra de Brinquedos. O som é produzido por mim e pelo Thomas Dreher e foi gravado no lendário Estúdio Dreher.

A letra fala de uma garota que gosta de garotas. Na real ela é bissexual. O pai dela promete matá-la e ela precisa fugir pra viver em liberdade. A idéia saiu de uma história que li em um jornal há alguns meses sobre uma garota lésbica que teve um final terrível. Então resolvi fazer um final feliz pra essa história. Mas não foi consciente, foi um lance automático. Logo depois que li a tal matéria que dei conta que estava cantando uma melodia com letra. Passei o dia todo com essa melodia na cabeça e ela só parou de tocar na minha “radio mental” quando eu terminei a composição.

Baixe “Ela Gosta de Garotas” direto do Souncloud!

Ficha Técnica:
Yanto Laitano: vozes, sintetizadores, samplers e baixo
Fábio “Musklinho” Bockorny: bateria
Beto Chedid
: guitarras

Gravado no Estúdio Dreher
Produzido por Thomas Dreher e Yanto Laitano
Fotos: Raul Krebs
Direção de arte: Luciana Delacroix
Arte: Fred Messias

 

As redes sociais estão matando os blogs

Quase todo mundo está nas redes sociais. Quase todo mundo liga seu computador ou celular e já entra no mundo do facebook e afins pra ver o que se está comentando. Não dá pra negar que as redes são ferramentas muito legais que aproximam (e afastam) as pessoas. Mas, na minha opinião, existem algumas coisas que são bem ruins. Uma delas é a morte progressiva dos blogs, em especial aqueles mantidos por autores de maneira independente.

Esses espaços virtuais, onde as pessoas escrevem sobre o que querem, estão cada vez mais sendo deixados de lado. Por que? Porque todos estão nas redes! Por isso, um texto tem muito mais alcance quando postado em uma rede social do que quando é postado em um blog. Isso acaba estimulando os autores a utilizarem cada vez mais as redes sociais e cada vez menos os blogs em um círculo vicioso que potencializa ainda mais o processo. As redes sociais estão cada vez mais fortalecidas e isso está matando todo um universo de blogs que não fazem parte delas. Isso não é nada legal.

O facebook, e afins, são uma rede dentro de uma rede que é a internet. É como um clube fechado. Um clube tem suas regras e ganhos e se alguém não se submete a elas acaba sendo barrado. Prova disso são o banimento de usuários que postam fotos com nudez. Não importa se são obras de arte ou fotos de uma mãe amamentando, se alguém postar vai sofrer penalidade. E esses clubes são padronizados. Já tentou escrever uma postagem com imagens inseridas ao longo do texto? Não dá!

Eu acho legal que existam clubes, é seguro, tem um monte de amigos e está tudo pronto e bonitinho. Mas não acho legal que por conta disso as pessoas deixem de frequentar outros espaços com formatação e conteúdo livres. Acredito que precisamos ter diversidade e não padronização. E acredito que precisamos ter outras alternativas de publicação e comunicação. Me parece que o problema não é frequentar o clube mas sim frequentar somente o clube.

Não dá pra deixar a internet virar um grande facebook.